quarta-feira, 18 de abril de 2018

Relações entre Tel Aviv e a Bauhus.


Tel Aviv, a segunda cidade mais importante de Israel e uma das mais cosmopolitas do mundo, guarda algumas relações com a Bauhaus, a famosa escola de arte e arquitetura alemã fundada por Walter Adolf Gropius (1883 - 1969).
Tel Aviv foi fundada em 1906 próximo ao porto palestino de Yafa (ou Jaffa), a cidade foi se expandindo, em especial no período entre as duas guerras mundiais (1918-1939). A partir de 1930, muitos judeus fugindo do nazismo iam para cidade, alguns eram arquitetos conhecedores da Bauhaus. A cidade os atraia devido ao seu dinamismo comercial, turístico e de localização estratégica. Com isso a cidade foi recebendo construções no estilo bauhaus.
Em 1948, após a criação do Estado de Israel, Tel Aviv se torna a  capital do Estado recém criado, em 1950, a cidade se funde com a milenar cidade de Yafo, formando uma única municipalidade. Em 1970, Israel transfere sua capital para Jerusalém, fato que gerou contestação no cenário mundial. Dessa forma, a maioria das embaixadas permaneceram em Tel Aviv.
Hoje a cidade de Tel Aviv possui cerca de 400 mil habitantes, é centro de uma região metropolitana com aproximadamente 1,1 milhão de habitantes, amplamente servida de rodovias, importante estação ferroviária e um grande aeroporto faz com que a cidade se destaque no cenário mundial.
A cidade é muito badalada e visitada por muitos turistas, na década de 1990, com uma parceria da Unesco com a prefeitura da cidade, houve uma investigação arquitetônica para analisar as potencialidade históricas de alguns edifícios:

"A equipe de preservação fez, à época, o inventário dos edifícios no coração de Tel Aviv e concluiu que, entre 1931 e 1956, foram erguidas quatro mil edificações em estilo 'Bauhaus' ou 'Modernista'. Estes, em sua maioria, ainda estão de pé e são o esqueleto do centro histórico da cidade. Pelo menos, 1.500 necessitam ser restaurados. Este trabalho tem procedido regularmente e os edifícios restaurados não são mais usados como residência, mas como escritórios de advocacia, sede de bancos ou de seguradoras, embora ainda se encontrem algumas casas residenciais nas ruas Montefiore, Ahad Ha'Am e no Boulevard Rothschild. O visitante que queira conhecer os bairros antigos de Tel Aviv poderá desfrutar de sua arquitetura e atmosfera".  (Morashá, acesso 18/04/2018).
Em 2004, a parte da cidade que possui concentração do estilo bauhaus, foi considerada patrimônio histórico da humanidade, ficando conhecida como cidade branca.  
A cidade ainda se destaca no ramo de indústrias de construção, manufatura têxtil, aparelhos eletrodomésticos, impressão e produtos químicos. É considerada também uma importante cidade universitária, em especial no ramo de ciências e tecnologia da informação.

Referências:
BARKER, Jack (et al)100 grandes cidades do mundo. São Paulo: Ciranda Cultural, 2008. pp. 172-73.
Instituto Morashá. Acesso 14/04/2018.
DW - made for mindsJudeus alemães levaram estilo Bauhaus à centenária Tel Aviv. Acesso 18/04/2018.

domingo, 29 de outubro de 2017

Termo, conceito territorial e administrativo.


"Território da vila, cujos limites são imprecisos; tinha sua sede nas vilas ou cidades respectivas; era dividido em freguesias; limite, raia ou marco divisório que extrema uma área circunscrita; região ou território que se estende as abas da cidade, vila, etc; distrito de uma administração".

Fonte: 

Municípios e distritos do estado de São Paulo. IGC. Governo do Estado de São Paulo, 2011. [online] http://www.igc.sp.gov.br/produtos/arquivos/municipios_e_distritos.pdf Acesso 26/10/2017.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...